Por que sonhamos, e pra que servem os sonhos?

Os cientistas não sabem ao certo, mas isso não os impede de continuar tentando descobrir. Conheça algumas teorias, e casos incríveis de sonho premonitório.


- Publicidade -

Eu sei, você pesquisou isso no Google e acabou aqui, certo? Tudo bem, é uma das questões mais procuradas na rede, e tem uma boa razão: todo mundo sonha.

O sonho é um dos grandes mistérios da humanidade. Em milênios de aventura na Terra, conseguimos pisar na Lua, descer até o mais profundo fosso marítimo, mandar uma sonda para fora do Sistema Solar. Mas não deciframos nosso cérebro e sua estranha “mania” de, durante o sono, fazer um mix de pensamentos e experiências, e desenvolver imagens.

O cérebro humano é uma massa de puro mistério, e pesquisadores vêm batalhando para entender os inúmeros aspectos de como ele opera. Cientistas desenvolvem estudos sobre o sono e sonhos há décadas, e ainda não temos 100% de certeza sobre a função dos sonhos — se tiver alguma — ou por que sonhamos.

O que sabemos com certeza é que nosso ciclo de sonhos é mais abundante durante a fase do sono conhecida como REM. É a sigla do termo inglês “Rapid Eye Movement“, um estágio de sono profundo em que nossos olhos se movem — como se tentássemos acompanhar algo com a visão, mesmo com as pálpebras fechadas.

Sonhos de Avó e Neta, do pintor russo Karl Pawlowitsch Brjullow, 1829.

É também aceito pela comunidade científica que todos nós sonhamos, embora a frequência com que nos lembramos deles varie de pessoa para pessoa. Simplesmente não existe isso de “Ah, eu não sonho“. Acredite, você sonha, mas não lembra.

O que causa o sonho?

A questão da causa do sonho — se é fisio, bio ou psicológico — ainda está para ser respondida. Mas isso não impede que os cientistas especulem e criem teorias baseadas no pouco que já têm.

Há inúmeras teorias. Vamos explorar algumas.

Amigo do cérebro

Uma teoria é que o sonho trabalha em cooperação com o sono, para ajudar o cérebro a lidar com o que vai absorver quando estiver desperto. Seria algo como um “treinamento” para o que vem pela frente no dia seguinte.

Processamos milhares, senão milhões de informações ao longo de um simples dia. Algumas são rápidas e passageiras, como a cor de um carro que trafega ao seu lado. Outras complexas, como o trabalho para o colégio ou a apresentação da empresa. Durante o sono, nosso cérebro se prepara para suportar a carga e decidir o que será armazenado ou não.

Algumas pesquisas apontam que talvez o sonho tenha papel nisso. Não é um palpite aleatório: estudos indicam que se estamos aprendendo coisas novas, os sonhos aumentam de frequência ao dormir. Estudantes de um idioma adicional mostraram muito mais atividade de sonho do que os demais numa pesquisa sobre o tema. A proposta de que sonhos servem para fortalecer memórias recentes ganhou importância nos últimos anos.

A memória de curto prazo é aquela que nosso cérebro descarta rapidamente. Em geral, dura de 12 a 30 segundos. Vale para a fisionomia de alguém que passou rapidamente, ou o anúncio que você até viu ali na barra lateral, mas não deu atenção. Para íntimos de tecnologia: é mais ou menos como um “buffer” de memória, armazenando dados para depois escolhermos quais são importantes.

As que consideramos importantes se fixam em outra região do cérebro, virando memórias de longo prazo, que podem durar desde vários minutos até… a vida toda.

Imagem: Shutterstock

O sonho poderia, nessa teoria, revirar coisas que você andou vendo e pensando, e assim fixá-las melhor como memória. Poderia também reexaminar restos da memória de curto prazo. Sabe aquele algo que você viu e nem deu bola, mas do nada voltou num sonho? É por aí.

Reflexo das emoções

Outra teoria é que sonhos refletem nossas emoções.

Durante o dia, o cérebro dá duro para fazer conexões e realizar funções. Mas ele não resolve só questões mentais: ao trabalhar com marcenaria, por exemplo, é ele quem faz suas mãos estarem em sincronia ao serrar, calcular o peso ao levantar objetos, a distância entre seu dedo e a cabeça do prego ao martelar, etc.

Tudo ao mesmo tempo. Uma bela demanda de atividade, que não deixa margem pra sonhar acordado, ficar fantasiando sobre a vida (pelo menos não em detalhes).

Como não precisamos de foco durante o sono, nosso cérebro cria conexões mais “frouxas” e relaxadas. É quando as emoções são reviradas pelo ciclo do sonho, sem a preocupação de martelar o dedo. Se algo dominou sua mente durante o dia, há grandes chances de você sonhar com aquilo, seja de modo bem específico, ou por metáforas loucas geradas na “usina mental”.

Se você anda inseguro com a estabilidade do seu emprego, pode perfeitamente sonhar ser uma pessoa minúscula num mundo de gigantes. Ou que está andando sem rumo num grande deserto.

Atividade sem nexo

Há outra teoria, sem dúvida a menos interessante: sonhos não servem para nada. Seriam só um subproduto de um cérebro ativo, tentando agir como se estivesse desperto, mas não encontrando o estímulo certo.

Sabemos que a porção traseira de nossos cérebros têm bastante atividade durante o sono REM. Alguns pesquisadores argumentam que é por causa da confusão, e os sonhos seriam imagens aleatórias que brotam quando nosso “reservatório” de estímulos e lembranças é revirado. Por isso a pessoa que não vemos (e nem pensamos a repeito) há décadas, de repente surge num sonho absurdo.

Autoterapia cerebral

Outra possibilidade é que os sonhos sirvam como “terapia autoprogramada”. Quase uma manutenção de rotina, similar a dos computadores.

Passamos por situações variadas, algumas chatas e perturbadoras. O sonho funciona, segundo essa teoria, como resposta às questões mal resolvidas do dia; uma tentativa de nos preparar psicologicamente para enfrentar as facetas da vida que neglicenciamos quando conscientes.

Há evidências de que nosso estado mental altera o conteúdo dos sonhos. Pessoas com tendências suicidas, depressivos e portadoras de stress pós-traumático costumam ter muito mais pesadelos que o normal.

O uso de drogas também pode afetar os sonhos. Um tipo em especial já foi bem observada: os inibidores seletivos da recaptação da serotonina, que podem causar a perda de memória dos sonhos, apesar de intensificar a ocorrência deles. ISRSs tornam o conteúdo dos sonhos mais positivos, mas por outro lado, a abstinência pode levar a pesadelos, intensificando-os. Insônia pode causar sonhos geralmente negativos, e apneia, por ter seu auge exatamente na fase REM, costuma levar a sonhos angustiantes e bizarros.

Alterações nos sonhos também podem estar vinculados a problemas de saúde. Sonhos agressivos, com movimentos bruscos do corpo, podem ser sintoma de degeneração neurológica em progresso, ou com possibilidade no futuro. Estudos mostram que desordens de sono na fase REM são forte indicador de alguns tipos de demência e Mal de Parkinson.

O lado místico

Há também as teorias que a ciência não explica ou não se interessa.

A mais comum é o fenômeno dos sonhos premonitórios, recorrente quando se fala no assunto. Quem não tem um parente que sonhou “com algo parecido” quando alguém próximo falece, ou sofre um acidente?

Alguns casos são documentados.

Lincoln

Um dos relatos mais conhecidos é de Abraham Lincoln. O ex-presidente americano teria contado ao segurança e algumas pessoas próximas:

Ouvi soluços abafados, como se muitas pessoas estivessem chorando. Pensei em sair da cama e desci as escadas. O silêncio foi quebrado pelos mesmos soluços de lamento, mas os que lamentavam eram invisíveis. Fui de quarto em quarto: não havia ninguém à vista, mas os mesmos lúgubres sons de lamento me encontravam conforme eu passava…

Continuei até chegar ao East Room, no qual entrei. Lá encontrei algo enojante. Diante de mim estava um cadafalso, com o que restava de um cadáver em roupas de funeral. Ao redor estavam soldados que agiam como guardas; e havia muitas pessoas, algumas olhando em luto para o corpo, cujo rosto estava coberto, outras chorando com muita tristeza. “Quem é o morto na Casa Branca?”, perguntei a um dos soldados. “É o presidente”, ele respondeu. “Ele foi morto pelo assassino!”.

Então veio uma grande explosão de lamento da plateia, que me fez acordar do sonho.

Lincoln foi morto dez dias depois com um tiro na cabeça, por John Wilkes Booth, simpatizante dos Estados Confederados durante a Guerra de Secessão. Os estados do sul haviam declarado rendição 6 dias antes, e Booth, que a princípio planejava sequestrar o presidente e trocá-lo por prisioneiros de guerra, resolveu matá-lo.

O assassinato de Abraham Lincoln – presidente teria sonhado com um morto na Casa Branca dias antes. O Maj. Rathbone, primeiro na cena, tentou prender o assassino, mas acabou esfaqueado.

O morto do sonho não era exatamente ele, mas não deixa de ser macabro. Se a história for real, como explicar? Lincoln vivia em constante estado de tensão pelas ameaças que sofria, o que pode ter contribuído… Mas há outros casos.

Lynyrd Skynyrd

A banda de rock Lynyrd Skynyrd sofreu um acidente aéreo em 1977, que matou 3 integrantes, um assistente e os pilotos.

É notório que o vocalista Ronnie van Zant dizia que não viveria além dos 30 anos (tinha 29 no acidente). E que pouco antes de entrar na aeronave, brincou com o fato dela ter apresentado problemas no dia anterior. Menos notório é que vocalista de apoio Jo Jo Billingsley garantiu ter um sonho premonitório do que aconteceria, duas noites antes.

Afastada temporariamente do grupo por problemas de saúde, ela estava hospedada na casa da mãe quando o sonho aconteceu:

Tive o mais vívido dos sonhos. Vi o avião batendo no chão. Eu os via gritando e chorando, e via fogo. Acordei gritando e minha mãe veio correndo e perguntou ‘O que foi, querida?’ e eu ‘Mamãe, sonhei que o avião caía!’. E ela disse ‘Não querida, foi só um sonho’ e eu disse ‘Não mamãe, foi muito real!’

Billingsley tentou avisar a banda. Pediu pessoalmente ao guitarrista Allen Collins que não embarcasse, mas o melhor que conseguiu foi a promessa de que seria a última vez naquele avião antigo — passariam a usar voos comerciais.

Ela acabou se tornando cristã após o que considerou uma revelação. “O Senhor me deu aquele sonho para me avisar, e fiz a única coisa que pude para avisá-los”.

Mamonas

No Brasil, um caso marcante foi dos Mamonas Assassinas, banda que morreu num acidente aéreo em 1996.

O tecladista Júlio Rasec sonhou com uma queda de avião na noite anterior à viagem final. O relato foi inclusive gravado e divulgado anos mais tarde.

Essa noite sonhei com um negócio assim… Que o avião caía, não sei…

Veja aos 5:03:

A fábrica dos sonhos

Mas nem tudo é assustador nos sonhos. Há inúmeros relatos que servem para dizer, com segurança, que são uma boa fonte de criatividade. Quase uma fábrica que pode ser visitada a qualquer momento.

Um estudo com músicos mostrou que eles frequentemente sonhavam com música. Normal, mas o que surpreende é: quando lembravam delas, sabiam que eram totalmente novas. Mesmo durante o sono, o cérebro ainda é capaz de imaginar composições.

Paul McCartney garante que escreveu Yesterday após sonhar com a música. Escritores, poetas, artistas e até esportistas têm depoimentos parecidos. O golfista Jack Nicklaus disse que resolveu um problema com seu estilo de tacada após sonhar com a solução.

 

Quando tiver aquele problema que parece insolúvel, vá dormir. Alem de descansar o corpo, quem sabe seu cérebro não faz hora extra e entrega uma bela solução pela manhã?

Fontes:
Science, Why do we Dream?
Psychology Today, Michael J. Breus
Imagem do artigo: danmo / Pixabay

Qual a Sua Reação?

Amo Amo
0
Amo
Blagh Blagh
0
Blagh
Buá
0
Buá
Grr Grr
0
Grr
Haha Haha
0
Haha
Medo
1
Medo
Uau Uau
1
Uau
WTF WTF
0
WTF

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente pelo Facebook

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format