Estudante gasta milhões do banco e é inocentada por fraude


- Publicidade -

Em 2012, a vida seguia tranquila para Christine Jiaxin Lee. Recém-chegada à Austrália para cursar Engenharia Química, a garota, então com 18 anos, abriu uma conta bancária. Por ali receberia depósitos enviados da Malásia pelos pais.

Dois anos se passaram, na mais perfeita normalidade.

Mas um belo dia, a moça descobre que tinha acesso a crédito ilimitado. Não era herança, nem prêmio de loteria. O benefício foi concedido, da noite para o dia, por um erro de software do banco. Qualquer valor que gastasse era imediatamente coberto, sem questionamentos. Ela podia requisitar qualquer valor para transferências, saques. Quase um sonho.

O que fazer? Entrar em contato com o banco, comunicando o erro, certo?

Pra você, talvez. Ela escolheu o caminho mais divertido: farras consumistas colossais, dignas de comédias da Sessão da Tarde.

“Se o banco ofereceu, por que não usar?”, deve ter pensado. E usou. Muito.

Logo de cara, alugou um apartamento classe A na Rider Boulevard. Foi morar cercada por natureza e com vista para a famosa Ponte da Baía de Sydney, um dos cartões-postais do país. Dois quartos, dois banheiros, cozinha, living muito espaçoso e sala de jantar gourmet. Tudo a poucos metros de alguns dos melhores cafés, restaurantes e shoppings do país.

Só com o aluguel do imóvel, Lee gastava US$780 por semana, ou US$3120 por mês. Ela não, o banco.

Mas nem só de boa morada se faz uma gastança. Com tantas lojas de luxo por perto, por que não aproveitar? Foram adquiridas dezenas de bolsas das grifes mais caras e renomadas. Junto com celulares, câmeras, joias e até um aspirador de pó — além de várias transferências para outras contas —, Lee gastou mais de US$3,3 milhões.

Mais de um milhão foi só em bolsas e acessórios de luxo. Muitos itens de pele, além de faixas, braceletes e roupas estavam no menu. Na loja Dior em Sydney, foram 220 mil dólares em mimos. Os gastos progrediram do preço médio (para o padrão de luxo), para joias e bolsas caríssimas.

O início “discreto”, com 5 mil aqui e 7 mil acolá, logo saiu de controle: no quarto dia de festa, foram 34 mil dólares entre a Bvlgari, Christian Dior e Hermes.

Fim da festa

O banco demorou, mas finalmente, em abril de 2015, percebeu o sumidouro de milhões por aquela conta. O gerente a congelou e contatou a titular, recebendo uma explicação surreal: Lee pensava que o dinheiro estava sendo enviado pelos pais.

Não explicou como confundiu os empréstimos com depósitos. Nem porque chegou a fazer, num único dia, 14 transferências para sua conta no PayPal, totalizando mais de um milhão de dólares. No momento, garantiu ao gerente ter apenas 4 mil dólares consigo, mas que seus pais viajariam à Austrália no mês seguinte e pagariam tudo.

Claro que depois disso, Lee sumiu do mapa. O banco não conseguiu mais contato, e polícia entrou no páreo. Assim que recebeu uma tentativa de contato da polícia, Lee obteve um passaporte de emergência e tentou fugir para a Malásia. Mas com ordem de prisão em vigor, foi capturada no aeroporto. Isso quase um ano depois do congelamento da conta.

Como conseguiu

Lee com itens da Chanel e bolsas ao fundo: a gastança foi direcionada principalmente às grifes de bolsas e joias.

…gastar tanto antes de ser notada? Lee abriu a conta dias antes de completar 18 anos, em 2012. Através dela, realmente recebeu depósitos dos pais, para bancar sua estadia como estudante. As movimentações foram normais até 2014, quando no mês de julho, ficou no vermelho em mais de 3500 dólares. Era a quitação do aluguel de um apartamento (aquele).

Lee rapidamente cobriu com o empréstimo do banco, enquanto seus pais seguiam depositando o valor habitual. Depois de três meses, porém, ela mudou de estratégia, e passou a fazer várias transferências — primeiro pequenas, depois enormes — para sua conta no PayPal. Os depósitos feitos pelos pais logo pararam.

Ao longo de sete meses, ela operou AU$4.653.333,02 (dólares australianos, hoje equivalentes a US$3.670.479,29), sendo metade para outros bancos. De lá, eram gastos principalmente em boutiques.

O dia das múltiplas transferências para o PayPal, somando cerca de AU$1.1 milhão, foi o que a denunciou. Se continuasse com operações menores, levaria ainda mais tempo até ser percebida. O banco declarou Lee falida, enviando agentes para apreender bens até o valor devido, sob ordem legal. Mas ela estava a par das investidas, esquivando-se com sucesso de todos os contatos, até desaparecer quando o cerco apertou.

Apreensões em seu apartamento revelaram quase uma caverna de Ali Babá. Entre as posses, 27 produtos somados foram avaliados em quase um milhão de dólares – incluindo um bracelete de ouro com diamantes da Cartier, 16 bolsas Christian Dior e quatro bolsas Hermes. Nos documentos de falência, a instituição registrou 79 itens adquiridos e mais 50 operações em lojas como Christian Dior, Hermes, Bvgari, Chanel, Harrolds, Prada, Versace… Muitas outras transações podem não ter sido rastreadas.

Parte da coleção de bolsas compradas pela estudante e mais tarde recuperadas no apartamento.

Pelo PayPal recheado, Lee adquiriu 52 produtos, entre eles: uma câmera Sony para selfies, duas câmeras da Casio, botas Christian Louboutin​ Equestria, dois travesseiros Cashmere Chanel, dois smartphones, 13 twillies da Hermes e dezenas de bolsas, incluindo uma de couro de Crocodilo do Himalaia avaliada em 150 mil dólares.

Com o dinheiro transferido para o Commonwealth Bank of Australia, foram várias “farras” entre os meses de janeiro e abril de 2015, gastando cerca de 950 mil dólares. Em sua conta no Facebook, Lee deu pistas da vida de nova rica, com fotos de ostentação, posando numa moto e usando óculos de grifes.

Mesmo com a torneira de dinheiro fechada, continuou gastando durante três dias. Com a conta do Commonwealth, torrou US$260 mil em três visitas à Dior em Sydney, US$43 mil na Chanel e US$12 mil na boutique online Far Fetch.

A maioria das compras rastreadas não foi recuperada pelo banco, levantando suspeita de que ela tenha vendido os itens durante o quase um ano fora de contato.

Nos braços da lei

É aí que a história fica mais bizarra. Apesar de gastar como milionária, sem intenção de pagar ou sequer ser incomodada pelo banco, a lei ficou a seu favor. Isso porque, como alegava sua advogada, não era possível, em termos legais, provar que ela havia roubado, se apoderado ou agido de má-fé na obtenção e uso do dinheiro.

No dia do julgamento, bem menos glamurosa do que nos dias de festa, Lee foi inocentada da acusação de fraude. Foto: Daily Mail.

A advogada convenceu a juíza Lisa Stapleton de que a polícia dificilmente teria embasamento para enquadrar os gastos — o ato em si — como ilegais.

Ela não tomou o dinheiro deles. Eles deram o dinheiro a ela. Ela não violou necessariamente nenhuma lei“, disse a magistrada, acrescentando que, com a incapacidade técnica da acusação em provar outra culpa de Lee, a estudante só seria responsabilizada pelo valor que devia ao banco — não foi acusada do crime imputado (fraude para obtenção de vantagem financeira).

O dinheiro não proveio de crime. É o dinheiro com que nós todos sonhamos“, completou inacreditavelmente a juíza Stapleton.

Lee alegou que deixava o país para visitar a família, mas usava um passaporte emergencial “porque havia perdido o original”. Teve a fiança, fixada em mil dólares, paga pelo namorado, Vincent King, sendo liberada em seguida sob rígidas condições. Ficou também proibida de pisar em qualquer aeroporto.

Lee foi morar na casa de King, jurando pensar que o dinheiro era mandado pelos pais. O rapaz garantiu que não tinha “nem ideia” que a parceira possuía tanto dinheiro, e que nunca a havia visto fazer compras extravagantes. Só na manhã da prisão, ao receber um telefonema pedindo ajuda, ele soube de tudo. Atônito diante do valor informado pela imprensa, exclamou “É muito dinheiro!”.

A acusação tentou provar a fraude, mas foi inútil: no fim do mesmo ano, Lee foi julgada e considerada inocente.

Então compensa?

Lee é obrigada a se apresentar duas vezes ao dia às autoridades. É pouco?

Não é porque o gasto foi legal, que o valor não deve ser pago. Apesar do erro do banco, ela nunca teve crédito infinito pra usar sem pagar. A moça terá que devolver — sabe-se lá como — cada centavo dos mais de três milhões de dólares consumidos em sete meses de loucura.

Vale notar que houve um caso semelhante também na Austrália. Um homem de 22 anos descobriu que tinha uma linha de crédito “infinita”. Resultado: torrou mais de 5 milhões de dólares em carros, festas com strippers e cocaína, e itens que iam de camisa autografada por Michael Jordan a barcos de pesca. Mas seu caso não teve a mesma benevolência do juiz, que o sentenciou a quatro anos e meio de prisão, por fraude.

Ele teve que estudar o caso por conta própria, na cadeia. E foi inocentado depois de cumprir seis meses da pena.

 

Pra quem ficou curioso, a lista completa das compras de Lee (fora movimentações):

  • 1 bolsa de mão Christian Dior púrpura M
  • 1 bolsa de mão Christian Dior azul M
  • 1 bolsa de mão Christian Dior vermelha P
  • 1 bolsa de mão Chanel
  • 1 bolsa de mão Hermes verde G
  • 1 bolsa de mão Hermes maroon/vermelho G
  • 1 bolsa de mão Christian Dior light pink com flores em relevo
  • 1 bolsa de mão Chanel pink com corrente P
  • 1 bolsa de mão clutch Christan Dior pele de cobra – marrom e bege com fivela de ouro P
  • 1 bolsa de mão clutch Christian Dior preta padrão pele de cobra
  • 1 bolsa de mão Christian Dior tecido multicolorido (verde/vermelho/preto/azule) P
  • 1 bolsa de mão Christian Dior laranja/vermelha com bordado púrpura
  • 1 bolsa de mão Christian Dior pink/azul/creme
  • 1 bracelete Christian Dior em ouro e pérolas
  • 1 bolsa de mão Christian Dior amarela G
  • 1 bolsa de mão Christian Dior branca com contas multicoloridas e tecido pink/roxo P
  • 1 bolsa de mão clutch Christian Dior preta e rosa com bordado e diamantes P
  • 1 bolsa de mão Chanel pele de cobra em marrom, cobre e ouro, com fecho de ouro M
  • 1 bolsa de mão Chanel melancia (vermelho/amarelo/verde), metal e fivela de couro M
  • 1 bolsa de mão Hermes creme, com scarf rosa ao redor da alça M
  • 1 bolsa de mão Christian Dior com paetê preto, frontal florido
  • 1 bolsa de mão Hermes verde com scarf ao redor da alça M
  • 1 blusa Christian Dior com padrão floral, em creme e pink tamanho 36
  • 1 saia Christian Dior floral pink tamanho 38
  • 1 vestido branco Christian Dior tamanho 36
  • 1 bolsa de mão Christian Dior preta M
  • 1 Câmera Self Portrait Casio Exilim
  • 2 Sony Cybershot Digital Selfie
  • 1 bota Christian Louboutin 160 Equestria
  • 1 Chanel Brown & Grey Cashmere
  • 1 Clutch Hermes Ostrich Kelly Wallet Tabac Camel
  • 1 Hermes Rodeo Charm Horse Lime para Birkin ou Kelly Bag
  • 1 Dyson DC54 Vacuum Cleaner
  • 1 twilly scarf Hermes Belle du Mexico
  • 1 Hermes Clic-Clac à Pols Twilly
  • 1 twilly scarf Hermes preto
  • 1 twilly scarf Hermes laranja
  • 1 twilly Hermes 100% Sole Pelages Et Camouflage
  • 1 twilly Hermes Sole Ciel
  • 1 twilly Hermes Flag Wallet
  • 1 Chanel 13 Fuscia bolsa em veludo rosa
  • 1 bracelete Cartier Love, ouro rosê, 4 diamantes
  • 1 bracelete Chanel Vintage Charm
  • 1 bolsa de ombro Christian Dior Diorissimo
  • 1 bolsa de mão Chanel Classic Flap pele de carneiro P
  • 1 bracelete Hermes Kelly Extreme PHW
  • 1 carteira Hermes Rose Tyrien Beam Silver H Candy Pink
  • 1 par de twilly scarf Hermes Les Flots Du Cheval Birkin Kelly
  • 1 par de twilly scarf Hermes L’arbre de Vie para Birkin Kelly
  • 1 twilly scarf Hermes Iris Pelages Et Camouflage
  • 1 bracelete Chanel Signature Crystal & Pearl Beaded Silver CC Charm
  • 1 Charm Hermes Rodeo Horse Azul Azteca Eletric MM
  • 1 bracelete duplo Hermes Kelly Rouge Casaque Epsom Phw
  • 1 bracelete Hermes Kelly Double Tour Sanguine
  • 1 bracelete Hermes H Clic Bracelet Pink Rose Dragee
  • 1 bracelete Hermes Bangle em ouro
  • 1 pingente de ouro Van Cleef and Arpel Vintage
  • 1 Charm Hermes Olga para Birkin Kelly Gold Berloque
  • 1 birkin Hermes 35cm Epson Leather Brand em Anemone
  • 1 birkin Hermes 30cm Crocodilo do Himalaya Branco Palladium
  • 1 birkin Hermes Grand Marriage Tri Skin Ghillie 35cm
  • 1 bolsa Kelly Hermes Etoupe Ostrich 32cm com ferragem em ouro
  • 1 birkin Hermes Rose Scheherazade Porosus Crocodile 35 cm
  • 1 twilly scarf Hermes Les Baigneuses para birkin
  • 1 twilly scarf Hermes Les Flots Du Cheval para Birkin
  • 1 Birkin Kelly Charm Hermes Silver Berloque Key Chain
  • 1 Twilly Scarf Hermes Pelages et Camouflage 2 para Birkin Kelly
  • 1 par Twillys Scarf Birkin Hermes Astrologie Cw08
  • 1 par Twillys Birkin Hermes Clic-Clac à Pois Cw13
  • 1 Charm Hermes Rodeo Horse Anemone Blue Izmir
  • 1 Bag Charm Hermes Saddle Paddock Selle Couro Azul
  • 1 bolsa de ombro Hermes Lindy 34 Eclat Gris Perle Crevette PH
  • 1 Bag Charm Hermes Orange Swift Paddock Fer a Cheval
  • 1 Bag Charm Hermes Rubi’s Couro Vermelho Rodeo Horse MM
  • 1 Bag Charm Hermes Rodeo Horse Couro Azul MM
  • 1 Smart Phone Xiaomi Mi4
  • 1 Android Mobile Telephone
  • 1 Casio EX-TR350S Digital Camera

Qual a Sua Reação?

Amo Amo
0
Amo
Blagh Blagh
0
Blagh
Buá
0
Buá
Grr Grr
0
Grr
Haha Haha
0
Haha
Medo
0
Medo
Uau Uau
0
Uau
WTF WTF
0
WTF
Redação HiperReal

Matérias assinadas pela redação têm participação de um ou mais autores. Consulte a lista de autores em /membros. Crie sua conta para participar.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente pelo Facebook

Choose A Format
Personality quiz
Series of questions that intends to reveal something about the personality
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
List
The Classic Internet Listicles
Countdown
The Classic Internet Countdowns
Open List
Submit your own item and vote up for the best submission
Ranked List
Upvote or downvote to decide the best list item
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format